quarta-feira, fevereiro 04, 2015




                                    Viúva da lua.        


                                    e foste tão rápida na saída,

                                    fugindo sem eu dar por ti,

                                    que já não me lembro

                                    de como são os teus olhos,

                                    tuas mãos. Nem sequer os teus cabelos:

                                    só me resta o sabor do ultimo beijo, roubado.

 
                                     hoje, nesta noite de lua cheia

                                     enviarei  uma borboleta de mil cores

                                      mil  fascínios,

                                      que te levará  todos os beijos que não te dei.

                                     

                                      não a prendas;

                                      devolve-ma...viúva da lua ... 

                                      de  coração sem eco.

   SF
     (Nota ; e de vez em quando pesca-se nos papéis.....não eu avesso a tudo o que está pra trás, mas  quem vai cuidando de os imolar á fogueira. Só hoje queimei mais de uma centena....)

Sem comentários:

De dúvida em dúvida...vamos aprendendo. Se há parte da História de Portugal que nos foi mal “vendida” nos bancos da Escola, foi a da ...