domingo, dezembro 07, 2014




 

 

Mário Soares é, incontornavelmente, a figura pátria depois do 25 de Abril.

Como os peixes precisam da águia para viver, Mário Soares precisa da Liberdade para se alimentar  e respirar. É  impressionante,  neste Homem, o  seu poder combativo, felino, indomável, de alguém  sempre disposto a assumir  o combate, quando a  Liberdade, pátria ou até individual, é posta em causa.

Retenho Mário Soares:

  A primeira vez quando no final do Congresso Republicano, de 69,em Aveiro, assisti sem perceber bem, mas de perto, à sua má disposição. E a troca azeda de palavras tidas com Mário Sacramento, este, sempre sem perder o tom fleumático, Mário Soares, como depois muitas vezes iria ver, perdendo as estribeiras.

 Uns anos mais tarde abri-lhe a porta de minha casa. Mário Soares em campanha pretendia assistir a uma declaração televisiva de Maria de Lourdes Pintassilgo. E foi na sala, com a Maria João Avilez, rapariguinha nova jornalista que cobria a campanha ,sentada  no chão, encostada ao sofá, que fomos ouvindo o discurso televisivo de Pintassilgo. E  ouvindo,em simultâneo,  os remoques «enviados» por Soares. Como de costume, manifesta e exuberantemente participativo .

Curiosamente (e só por isso!)  foi em minha casa, como combinado, que Frederico de Moura recebeu o convite telefónico de Mário Soares, para ser cabeça de lista do PS. Falámos da boa escolha ,pois o0 PS pôde contar com o alto contributo daquele meu saudoso amigo, um intelectual da mais fina água.

 Mário Soares tem um sentido muito raro de perceber antecipadamente as coisas, mesmo que, inevitavelmente, como humano, também, por vezes, tenha errado. Mas mesmo nestas situações Mário Soares tem a enorme grandeza de nunca se ter sentido vencido. Perder uma batalha não é importante para se ganhar a guerra. Mário Soares nunca deitou a toalha ao chão. Nem hoje, já com 90 Anos,  deixa de dizer umas coisas nas trombas daqueles tipos.

Mário Soares tem lugar de relevo no panteão Pátrio. Poucos souberam ser patriotas tendo como companhia  de jorna, permanentemente, a Democracia e a  Liberdade.

Eu Te saúdo Mário Soares, neste teu aniversário. Precisamos, ainda ,de Ti…

SF  

Sem comentários:

De dúvida em dúvida...vamos aprendendo. Se há parte da História de Portugal que nos foi mal “vendida” nos bancos da Escola, foi a da ...