sexta-feira, março 07, 2008

Um canto novo virá.


Minha terra

Minha amada de sempre

Minha terra para sempre


Terra de gentes

Da ria, do sol

E do mar,

Porque Te sinto chorar?

Eu sei que já não és hoje

A mesma que foste outrora.


Tuas azenhas já não choram

E o teu sol já não brilha,

Tua ria está cansada de correr

Para se ir afogar no mar


Mas Tu estás longe de morrer!

Um dia lá virá um canto novo

No bico de uma gaivina

Que pousará levando-te acreditar

Que com ele chegou a hora

De devolver o sonho ao teu povo

E pô-lo de novo a ousar..


De novo a navegar….

S. F.
Março 2008

Sem comentários:

De dúvida em dúvida...vamos aprendendo. Se há parte da História de Portugal que nos foi mal “vendida” nos bancos da Escola, foi a da ...